quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

X Simpósio Internacional de Arte Rupestre/ V Reunião da ABAR.


Após um período de hibernação, volto aos poucos às postagem neste blog. Desta vez para lembrar do prazo para a submissão de propostas para o X Simpósio Internacional de Arte Rupestre/ V Reunião da ABAR. É até dia 31 de março de 2014.
Abaixo segue as informações para a submissão das propostas. 


O site oficial do evento é: http://www.abarup.org.br/xsiar/





SUBMISSÃO DE RESUMOS


Endereço eletrônico para o envio dos resumos deverá ser feito em uma ficha específica disponível nessa circular e enviada para comunicacao@abar.com.br: ou para o e-mail dos coordenadores das sessões. 



Prazo para submissão de resumos de trabalhos: 18 de novembro de 2013 a 31 de março de 2014 


Envio de notificação de aceitação: 30 de abril de 2014. 


Apresentação de propostas: cada proponente poderá submeter dois trabalhos com seu nome na autoria principal e participar de outros dois em co-autoria. 



INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE RESUMOS 


Comunicações orais ou em pôsteres Resumos de comunicações de trabalhos, ou para a sessão de pôsteres, deverão ter no máximo 400 palavras, devem incluir objetivos, metodologia, resultados e conclusões. Incentivamos a cada proponente indicar durante seu registro a modalidade de preferência, mas esclarecemos que a Comissão Organizadora poderá atribuir uma forma de realização alternativa. 


Instruções preliminares para o preenchimento do Formulário de Inscrição 


Sessão Temática: Assinalar um dos números de 1 a 10. 

Tipo de apresentação: Sessão Temática ou Pôster 

Título do trabalho proposto 

Dados de cada autor/a (nome, filiação, endereço de e-mail) 

No caso de trabalhos com mais de uma autoria, indicar o/a expositor/a. 



Não serão permitidas leituras de trabalhos de autores/as in absentia. Para obtenção de certificados, pelo menos um dos autores deve apresentar o trabalho e estar disponível para eventuais perguntas da audiência. 


Corpo do texto do resumo (em Word, fonte Arial 11, espaço simples): ajustado aos limites de extensão e dedicado, sobretudo, aos objetivos, metodologia, resultados alcançados e considerações finais. No caso de necessidade de inclusão de referências bibliográficas (máximo 3), estas deverão ser contabilizadas dentro do limite de palavras. 


Quaisquer dúvidas ou informações gerais poderão ser enviadas para o seguinte endereço: comunicacao@abarup.org.br ou para www.abarup.org.br 


Os resumos dos trabalhos apresentados no X SIAR/V ABAR serão publicados em forma eletrônica. 



quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Café Científico Salvador: "Zoológicos Humanos? Exibições Antropológicas dos Séculos XIX e XX"


Compartilho aqui no blog mais um evento, desta vez com temática antropológica. 


O CAFÉ CIENTÍFICO VOLTA EM 2014 COM UMA DISCUSSÃO SOBRE EXIBIÇÕES ANTROPOLÓGICAS DOS SÉCULOS XIX E XX, NO CONTEXTO DE UM TRATAMENTO SOBRE O RACISMO CIENTÍFICO.




Café Científico Salvador, 7 de Fevereiro de 2014, 18:00

Local: Auditório da Biblioteca Pública do Estado da Bahia (Biblioteca dos Barris), Rua General Labatut, 27, Barris, Salvador-BA.


ZOOLÓGICOS HUMANOS? EXIBIÇÕES ANTROPOLÓGICAS DOS SÉCULOS XIX E XX
Juanma Sánchez Arteaga (IHAC-UFBA)

Durante todo o século XIX e até quase completar a primeira metade do XX, numerosos países Europeus e Americanos - inclusive o Brasil - organizaram diversas exposições antropológicas de caráter pretensamente «científico», nas quais membros nativos de diferentes comunidades indígenas, especialmente transportados desde suas terras para participar em tais eventos, foram exibidos publicamente com uma intenção educativa. Analisaremos diversas tentativas de popularizar o conhecimento científico em antropologia e biologia humana por meio da exibição de nativos. Normalmente, tais exibições eram organizadas com ambições científicas, tanto para popularização do saber antropológico da época entre o público leigo quanto para fornecer uma oportunidade para o estudo “in vivo” dos nativos por parte de médicos, antropólogos ou especialistas em biologia humana. A animalização dos nativos implícita em muitos desses shows –em ocasiões, realizados em parques zoológicos, e inclusive, em certos casos, com nativos exibidos em gaiolas junto com animais- tem levado a alguns autores a falar de “Zoológicos Humanos”, se bem que a pertinência desse termo seja discutida em meios acadêmicos. Será apresentada uma breve descrição de algumas dessas exibições, especialmente aquelas que na época foram consideradas pelos organizadores e pelo público como sendo de alto interesse científico para a popularização da ciência da época. Trataremos de pôr tais exposições antropológicas em relação com outro tipo de espetáculos contemporâneos que incluíam exibições humanas como principal atração -como os chamados “freaks shows” ou as “exposições missionais” -, assim como  com o discurso científico da biologia humana e da etnocêntrica antropologia física do período considerado. Menção especial será concedida à “Primeira Exposição Antropológica Brasileira” (Rio de Janeiro, 1882), em que foi apresentado ao público carioca um grupo de índios Botocudos, sendo descritos pelos organizadores como representantes brutalizados e semi-bestiais da humanidade nos seus primórdios evolutivos, mais próximos aos primatas do que às supostas “raças superiores” sob muitos aspectos. Trataremos de suscitar algumas reflexões concernentes tanto à popularização da ciência quanto à educação em ciência, em especial quanto aos valores ideológicos subjacentes ao conhecimento científico e aos processos de alterização que tem conduzido à marginalização, estigmatização e inferiorização de numerosos grupos humanos ao longo da história das ciências.

Leituras sugeridas:
-ANDERMANN, Jens. Espetáculos da diferença: a Exposição Antropológica Brasileira de 1882. Topoi - Revista de História, Rio de Janeiro, v.5, p.128-170. Available at: http://www.revistatopoi.org/numeros_anteriores/topoi09/topoi9a6.pdf.
-FERNANDES, Daniela: Exposição relembra shows étnicos com humanos 'exóticos' na Europa. (BBC Brasil) http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2011/12/111201_galeria_shows_etnicos_df.shtml
- GELEDÉS. INSTITUTO DA MULHER NEGRA Racismo: Exposição em Paris mostra como seres humanos foram exibidos em feiras, circos e zoológicos no fim do século 19. http://www.geledes.org.br/esquecer-jamais/179-esquecer-jamais/12141-racismo-exposicao-em-paris-mostra-como-seres-humanos-foram-exibidos-em-feiras-circos-e-zoologicos-no-fim-do-seculo-19
-LANGER, Johny; RANKEL, Luiz Fernando. A Exposição Antropológica de 1882. Revista Museu, Rio de Janeiro. Available at: http://www.revistamuseu.com.br/artigos/art_.asp?id=4245.
-Revista da Exposicao Anthropologica Brazileira, 1882. MORAES FILHO, Mello (Ed.). Rio de Janeiro: Typographia Pinheiro. 1882. http://www.brasiliana.usp.br/bbd/handle/1918/04016600
- SÁNCHEZ ARTEAGA, Juanma. La antropología física y los «zoológicos humanos»: exhibiciones de indígenas como práctica de popularización científica en el umbral del siglo XX.  Asclepio, Vol 62, No 1 (2010),  http://asclepio.revistas.csic.es/index.php/asclepio/article/viewArticle/305
-SANCHEZ ARTEAGA, Juanma and N. EL-HANI, Charbel. Physical anthropology and the description of the 'savage' in the Brazilian Anthropological Exhibition of 1882. Hist. cienc. saude-Manguinhos [online]. 2010, vol.17, n.2
http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-59702010000200008&script=sci_arttext
SCHWARCZ, Lilia M. O espetáculo das raças: cientistas, instituições e questão racial no Brasil, 1870-1930. São Paulo: Companhia das Letras. 1993.

Texto e imagem da Organização do Café Científico Salvador disponível em: http://cafecientificossa.blogspot.com.br/.

domingo, 22 de dezembro de 2013

O velhinho como você nunca viu!

O Natal está chegando e como sou uma das tantas que “adoram” essa “grande” festa, resolvi fazer aqui no blog uma brincadeirinha. Eu sei, aqui é um blog sério, mas hoje chutarei o balde.
Aqui vai também um recado para meus familiares, minhas queridas amigas e amigos, eu não comprei e nem comprarei o presentinho de Natal de vocês. Pardon!
Peço a compreensão dos que gostam da festa, mas não pude resistir. Ho, ho, ho!!!!!!

"Seja o amigo secreto de alguém, neste fim de ano DOE SANGUE!"





 

 

 

 

 

 


Papai Noel, aqui está o seu presente!
 



A melhor imagem do bom velhinho.